Se quiser, venha comigo. Vou lhe contar uma história. Vou lhe mostrar uma coisa...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Não sei... só sei que é assim.

               Talvez as pessoas não entendam por que sempre me sinto assim: triste. É como se faltasse algo. Não sei o que, porém sei que falta algo. Como se eu mesma fosse a culpada de viver anexa ao resto do mundo. Sim, é assim que me sinto. Não sei de quem é a culpa, nem se existe realmente um culpado, mas o mundo e tudo o que já vi (e não vi) nele, me fez a pessoa que sou. Não há rancores, ódio, ou sentimentos do tipo. Há apenas a falta de esperança, como se eu não pudesse imaginar nada de grandioso e belo para meu futuro. É o mesmo que abrir os olhos de manhã e continuar na escuridão. Abrir a janela e ver que ainda está escuro. E o sol? Ele nunca chega, ele nunca vem. Não, não é drama demais. Afinal, detesto isso. Eu só queria realmente dizer que estou realizada com o que sou, com o que tenho, mas não estou. Não é drama, caro leitor. É o que sinto. 

O que sinto e não gostaria de estar sentindo.

 

 Me perseguem agora: lembretes de como eu costumava ser
E seguindo a estrada os problemas certamente continuarão
Olhando pelo retrovisor, enquanto a estrada desaparece
Eu jurei pelo meu passado do começo ao final de tudo que já fiz
E me diga como consertar cada caminho errado que eu aprendi
Eu sei que devo estar fazendo algo certo indo para o outro lado
Pergunto-me posso virar tudo de cabeça para baixo
E parar de viver com dúvida? 

PS: Tentei encontrar esse vídeo com legenda, mas não encontrei. Já havia me deparado com ele há algum tempo, porém agora que fui procurar não encontro mais, uuuuuunf. Enfim, gosto muito dessa música (e de Daughtry, também). Na minha opinião é o melhor cantor já revelado no American Idol.

PS2: Escolhi essa imagem por me comparem muito a Noiva Cadáver. Talvez pela aparência (tirando o cabelo azul até que parece mesmo) ou pela história/atitude, sei lá. Só sei que me encanta olhar pra ela (ok, isso é estranho, rs), apesar de não ter assistido o filme ainda. É isso.

4 comentários:

  1. Tente reler postagnes antigas, todas, desde a primeira até esta última. O que todas elas têm em comum? No fundo, no fundo, essas postagens não servem para mostrar o mesmo estado de espírito sempre? Se for assim, procure se informar sobre distimia, melancolia e depressão. A depressão está dividida em tipos, comece com a chamada "depressão leve". Comece pela Net e talvez vc se identifique com alguma dessas três "possibilidades".

    É claro que, no final das contas, pode ser só tristeza mesmo. É outra possibilidade que não deveríamos descartar. Talvez vc publique aqui no blog justamente nos momentos em que vc se sente triste, de modo que não vemos os seus momentos mais alegres. Será isso?

    Tb procure saber alguma coisa sobre ciclotimia, lembre-se de sua prima. As pessoas que tem a enfermidade que ela tem, às vezes têm familiares que sofrem de ciclotimia. Não é raro que seja assim. Nesse caso, que talvez não seja o seu, nem parece ser, pelo menos vc observa melhor os seus parentes.

    Seja como for, se de modo geral vc for realmente triste como vc falou, talvez seja apenas seu "temperamento" se enquadrando em um dos tipos básicos. Mas, a julgar pelas postagens do blog, eu começaria por distimia, que é uma espécie de depressão leve, pode-se viver quase normalmente com ela, mais ou menos como vemos em seu blog...

    Espero ter te ajudado. Mas veja que não estou afirmando nada, pelo contrário, só estou levantando algunas dúvidas, dizendo o que me parece mais provável. ;)

    ResponderExcluir
  2. Acho que não é bem depressão, acho que é da sua natureza. (:

    ResponderExcluir
  3. Procura Deus, ele vai adorar te confortar.. Rs :)

    ResponderExcluir
  4. Imaginei (por que não imaginei antes?), imaginei q estes textos talvez sejam do seu interesse, Jéssica. É copiar os links e colar na barra de endereços do seu PC. O primeiro fala de depressão e transtorno bipolar. O segundo, de transtorno bipolar (ou seja, o segundo tb fala de depressão!).

    http://www.bipolarbrasil.net/2011/08/depressao-e-transtorno-bipolar-num.html


    http://www.bipolarbrasil.net/2011/07/o-que-os-leigos-deveriam-saber-sobre.html

    ResponderExcluir